Maternidade de Barcarena informa sobre a importância do Pai na Gestação

A descoberta da gravidez, os enjoos, o crescimento da barriga, os movimentos do bebê, e tantas outras sensações, são vivenciadas com muita alegria pelas mamães. Mas a presença dos homens também é fundamental durante a gestação. Durante a estadia de muitas mães e pais no Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan (HMIB), a equipe do hospital destaca a importância do pai desde o período de gestação a hora do parto, seja em rodas de conversas com a família ou no convívio diário durante o atendimento.

Benedito Ribeiro, pai dos gêmeos Andrey e Henrique, veio de Limoeiro do Ajuru com a esposa Ana Cláudia, que recentemente deu à luz no HMIB, unidade do Governo do Estado do Pará gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, e relatou sua experiência durante a gestação dela.

“Eu sentia muito medo e ansiedade no início, mas sempre quis estar presente, para dar força, segurar a mão, compartilhar todas as dificuldades e alegrias. Acompanhar o parto foi uma experiência inexplicável, eu participei também das consultas e dos exames, e por isso, descobrir muitas sensações, até me emocionei. Agora estou muito feliz com esse presente pois minha esposa recebeu toda a tenção e cuidado, e meus filhos nasceram saudáveis”.

A assistente Social da unidade, Marinelza Guimarães destaca que o vínculo entre pai e filho, aos primeiros anos de vida, é essencial para a formação do bebê. “A figura paterna é de fundamental importância no desenvolvimento e na formação de uma criança. A estima do pai durante a gestação, por meio do acompanhamento na rotina da mãe, seja no ambiente hospitalar ou em casa, também é de forte influência, pois incentiva o envolvimento do pai nos cuidados com o recém-nascido além de fortalecer os vínculos familiares”, reitera.

**Sobre o Materno Infantil de Barcarena**
Inaugurado no dia 21 de setembro de 2018, o Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan está localizado na cidade de Barcarena, no Pará, 114 km distante da capital Belém. Mantida pelo Governo do Estado do Pará e gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar. É uma unidade hospitalar pública que atende média e alta complexidades.
O público-alvo são mulheres gestantes e recém-nascidos que se enquadram nos critérios de admissão na unidade, bem como gestações de médio e alto risco referenciada e recém-nascidos de até 2,5 kg ou 40 semanas pós concepção. Sua abrangência inclui 11 municípios do Baixo Tocantins: Abaetetuba, Barcarena, Igarapé-Miri, Moju, Baião, Cametá, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Acará, Ponta de Pedras e Oeiras do Pará.

**Sobre a Pró-Saúde**
A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.