Balanço: Maternidade de Barcarena realiza 38,6 mil atendimentos com aprovação de 92%

De janeiro a julho de 2019, o Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan (HMIB), localizado a cerca de 114 quilômetros de distância de Belém (PA), realizou 38.673 atendimentos e alcançou o percentual de satisfação de 92% entre os usuários.

Entre os serviços assistenciais prestados estão consultas, internações e cirurgias, atendimentos ambulatoriais e de urgência e emergência, além de exames. A unidade é gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

As análises de satisfação foram realizadas por meio de um software de pesquisa pelo Serviço de Atendimento do Usuário (SAU) do hospital. As informações, obtidas por meio de questionários impressos e digitais. Além de conter perguntas padronizadas e de múltiplas escolhas, com questões que seguem uma escala de 1 a 10 para avaliação desses serviços e do atendimento, o usuário também tem um espaço para manifestar sugestões e opiniões em escrito ou pela Ouvidoria.

Para Silvane Malcher, paciente há dois meses dos serviços prestados pela unidade, o atendimento foi essencial para a escolha do Materno-Infantil. “Fiquei deslumbrada pela estrutura e pelo acolhimento. O meu atendimento foi rápido, cordial e eu puder ver a preocupação da equipe com meu bem-estar”, afirma.

De acordo com a auxiliar Administrativa, Kalila Rodrigues, responsável pela coleta de entrevistas, a avaliação do nível de satisfação dos usuários do sistema de saúde é um importante indicador a ser considerado no planejamento das ações.

“Por meio das opiniões podemos gerenciar nossos serviços com o intuito de manter bons índices e trabalhar cada vez mais a humanização do atendimento”, reitera.

A satisfação dos usuários conta com um outro fator relacionado ao Núcleo da Qualidade e Segurança do Paciente, que tem por finalidade promover a melhoria contínua dos serviços prestados, além de mitigar ao máximo os riscos institucionais. Desta forma, o HMIB vem trabalhando fortemente com as melhores práticas de gestão da qualidade existentes no mercado de saúde, de modo a fortalecer ainda mais a sua missão junto aos seus usuários.

**Sobre o Materno-Infantil de Barcarena**

Inaugurado no dia 21 de setembro de 2018, o Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan está localizado na cidade de Barcarena, no Pará, 114 km distante da capital Belém. Mantida pelo Governo do Estado do Pará e gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar. É uma unidade hospitalar pública que atende média e alta complexidades.

O público-alvo são mulheres gestantes e recém-nascidos que se enquadram nos critérios de admissão na unidade, bem como gestações de médio e alto risco referenciada e recém-nascidos de até 2,5 kg ou 40 semanas pós concepção. Sua abrangência inclui 11 municípios do Baixo Tocantins: Abaetetuba, Barcarena, Igarapé-Miri, Moju, Baião, Cametá, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Acará, Ponta de Pedras e Oeiras do Pará.

**Sobre a Pró-Saúde**

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.