Materno-Infantil de Barcarena implanta Projeto Âncora

Iniciativa da equipe multidisciplinar visa orientar e capacitar familiares para prestar a assistência correta ao paciente após a alta hospitalar

Com o intuito de dar continuidade dos cuidados pós-alta de pacientes atendidos no hospital, a equipe multiprofissional do Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan, unidade do Governo do Estado do Pará gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, implanta o Projeto Âncora. Por meio de encontros semanais com a equipe do hospital, a família recebe um treinamento para auxiliar nos cuidados aos pacientes, e assim, se tornar parte integrante da recuperação.

Os encontros acontecerão semanalmente, às 14h, na sala de treinamento da unidade, e é voltado para os usuários e acompanhantes. Nas quartas-feiras as orientações serão passadas para membros das Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s) e nas sextas-feiras, para Unidade de Cuidados Intermediários (UCI).

A iniciativa de humanização do atendimento envolve a família e acompanhantes numa ação que vai além dos cuidados hospitalares. Esse envolvimento visa tornar o processo menos doloroso e mais efetivo, além de passar mais segurança para que a família prossiga com os cuidados dentro de casa.

Entre as atividades que fazem parte do treinamento estarão rodas de orientações, acompanhamentos específicos de cada profissional, educação em saúde durante a internação, direcionamento do seguimento junto a rede de atenção à saúde, garantia dos direitos do usuário do SUS, entre outros.

“Entendemos que essa ação é de suma importância para a reabilitação do paciente. O familiar que cuida e que dedica parte do tempo ao paciente, muitas vezes, sai do hospital com receio de não ser capaz de auxiliar dentro de casa após alta. Então, entendemos que há uma necessidade de tornar essa recuperação mais humanizada e segura, auxiliando o acompanhante com orientações profissionais para ele ser efetivo e acolhedor dentro do lar” relata a psicóloga Larissa Ribeiro.

A diretora assistencial da unidade, Joice Vaz, ressalta sobre a importância de dar embasamento e foco a esses encontros, como uma forma de reforçar o atendimento humanizado, a partir das orientações específicas voltadas ao usuário ou acompanhante. “Como o hospital tem o perfil materno-infantil de referência, realizaremos orientações voltadas à gestante, puérpera, cuidados com o recém-nascido e, especificamente, ao pós-cirúrgico. A continuidade da orientação segue em casos específicos que necessitem de acompanhamento abrangente” afirma a diretora.

A diretora ressalta ainda que a intenção é a continuidade da assistência, durante a recuperação após a alta, para assim, garantir o bem estar do usuário e o seguimento na rede de assistência à saúde, com o alinhamento da referência às equipes saúde da município de Barcarena, evitando a reinternação na unidade e contribuindo para integrar o paciente à sociedade.

**Sobre o Materno Infantil de Barcarena**
Inaugurado no dia 21 de setembro de 2018, o Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan está localizado na cidade de Barcarena, no Pará, 114 km distante da capital Belém. A unidade, referência para atendimentos de média e alta complexidade, pertence ao Governo do Estado do Pará e é gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar.

O público-alvo são mulheres gestantes e recém-nascidos. Sua abrangência inclui 11 municípios do Baixo Tocantins: Abaetetuba, Barcarena, Igarapé-Miri, Moju, Baião, Cametá, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Acará, Ponta de Pedras e Oeiras do Pará.

**Sobre a Pró-Saúde**
A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.