Materno-Infantil discute empoderamento e bem-estar feminino

Ações foram realizadas em alusão do Dia Internacional da Mulher

O Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan (HMIB), gerenciado pela Pró-Saúde em Barcarena, realizou na última semana, uma série de atividades que envolveram usuárias, acompanhantes e colaboradoras da unidade. No mês em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher (8/3), o objetivo das ações, desenvolvidas pelo Grupo de Trabalho de Humanização (GTH), foi proporcionar discussões sobre a valorização da mulher, empoderamento feminino, luta diária por igualdade de gênero e também discussão a cerca de casos de feminicídio.

O ponto alto da programação foi a “Sala Zen”, espaço relaxante com massagem manual, maderoterapia, esteira massageadora, pedras quentes, infravermelho e tens, recurso usado para alivio imediato da dor. As mulheres contaram ainda com a distribuição de brindes, coleta do exame preventivo Papanicolau e refeições especiais.

“As ações foram pensadas para proporcionar às mulheres que frequentam o HMIB, momentos em que elas pudessem sentir-se valorizadas, queridas e importantes. Todos os membros do GTH participaram com ideias voltadas a temática, pois compreendem que, dentro do contexto das práticas de humanização, a valorização da mulher é fundamental”, explicou Shirley Possa, faturista da unidade e membro do GTH.

A técnica de enfermagem, Vanice Silva, comentou sobre a sua percepção de melhoria no atendimento às mães, após uma atividade relaxante. “Nós, que lidamos direto com a mães, as vezes, acabamos nos envolvendo indiretamente naquele contexto, cria-se um apego, porque vemos o que a mãe passa. Na correria diária, é fundamental esse momento de calmaria para recarregar as energias e voltar com todo gás. Sem dúvida foi um ótimo presente de Dia das Mulheres”.

“A nossa proposta é oferecer para as colaboradoras um momento onde elas conseguissem se desprender de suas atividades laborais e relaxar, para que assim, pudessem voltar ao posto de trabalho revigoradas”, afirmou Nilma Nascimento, fisioterapeuta do HMIB e uma das idealizadoras da sala Zen.

A supervisora de fisioterapia, Karyn Alves, destacou a questão da humanização por trás dessas ações. “Esse é um carinho que estamos dando às nossas mulheres, após uma jornada cansativa. A finalidade é elas saírem daqui dispostas e felizes”.

Também para contribuir com as ações de humanização, a equipe multidisciplinar composta pelas profissionais de Terapia Ocupacional e Psicologia, realizaram atividades de artesanato e roda de conversa com as mães. “O objetivo desta ação é minimizar os aspectos negativos do período de internação dos recém-nascidos, fortalecer o vínculo e a rede de apoio entre as mães, proporcionando acolhimento e troca de experiências”, apontou a Terapeuta Ocupacional, Rayssa Nunes.

**O HMIB**
O Materno-Infantil de Barcarena é uma unidade referência em média e alta complexidades para 11 municípios do Baixo Tocantins, sendo o público-alvo mulheres gestantes e recém-nascidos. A unidade é gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

**Sobre a Pró-Saúde**
A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.