Os cuidados com os bebês durante a pandemia do coronavírus

Hospital Materno-Infantil de Barcarena orienta sobre os principais cuidados que mães e pais precisam ter com os pequenos

O Brasil e o mundo estão enfrentando uma pandemia que vem afligindo principalmente as mães e os pais no cuidado de bebês. A COVID-19, conhecida como coronavírus, é uma família de vírus que causam infecções respiratórias, por isso é necessário muita atenção e cuidado nesse momento.

O Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan é unidade de referência na região, que pertence ao Governo do Estado do Pará, sendo gerenciado pela Pró-Saúde desde setembro de 2018. O atendimento gratuito garante a assistência para 11 municípios do Baixo Tocantins, sendo o público-alvo mulheres gestantes e recém-nascidos.

A unidade alerta para a situação do COVID-19 e de como pais e mães podem se manter seguro e também seus filhos. “É importante manter as mãos sempre higienizadas e, nesse momento, não receber visitas externas”, explica o enfermeiro Antenor Amorim, do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), do Materno-Infantil.

**A importância de lavar as mãos**

Os pais de recém-nascidos precisam cuidar bastante da higienização das mãos, principalmente dos familiares e da casa em que o bebê irá morar após alta hospitalar. “Os pais devem sempre higienizar as mãos com água e sabão toda as vezes que pegarem no bebê. No caso das mães, na hora de amamentar, precisa garantir a limpeza das mamas, de preferência cabelo amarrado e o uso de máscaras cirúrgicas em caso de sintomas como tosse e espirro, reitera o profissional.

**Os bebês fazem parte do grupo de risco do coronavírus?**

Os bebês ainda não foram inclusos no grupo de risco para o coronavírus, no entanto, como a imunidade deles acaba sendo mais baixa, alguns cuidados se tornam necessários. Se possível, a família precisa se manter em isolamento domiciliar, diminuindo assim os riscos da propagação da doença.

De acordo com o profissional, é preocupante não só a Covid-19, mas outras doenças como o sarampo. “Estamos tendo um pequeno surto de sarampo na região e muitos casos que dão negativo para o coronavírus, podem ser positivos para o H1N1. São doenças que também preocupam”, diz.

No Hospital Materno-Infantil de Barcarena, as visitas foram suspensas nas enfermarias. Trocas de acompanhantes serão realizadas apenas uma vez por dia e, para os bebês internados na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e na UCI (Unidade de Cuidados Intermediários), as visitas autorizadas envolvem apenas os pais, pois as mães já acompanham os pequenos 24 horas por dia.

**Sobre a Pró-Saúde**
A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.